Trilhas de Aprendizagem: Oficina Prática Mãos à Obra - Integração Escola de Negócios ©
Fale Conosco
lupa

AGENDA
DE CURSOS

TRILHAS DE APRENDIZAGEM: OFICINA PRÁTICA MÃOS À OBRA

Compartilhe:
icone facebook icone e-mail

Apresentação

A utilização de trilhas de aprendizagem está crescendo cada vez mais no mundo corporativo, porém muitas das dúvidas acometem os profissionais no momento da estruturação e implantação.

Nesta oficina você entenderá os conceitos e aplicações práticas de trilhas de aprendizagem tendo oportunidade de, ao longo da oficina, trabalhar na definição e estruturação de uma mini-trilha piloto utilizando uma metodologia simples e consistente.

Objetivo

Você alguma vez já se fez alguma destas perguntas:

• O que são e quando utilizar trilhas de aprendizagem?

• Quais os pilares da metodologia para desenvolvimento e implantação de trilhas de aprendizagem?

• Existem diferenças na estruturação de trilhas para desenvolvimento de competências gerenciais e competências técnicas?

• Como trabalhar cada uma das etapas para estruturação das trilhas?

• Quais os tipos de soluções de aprendizagem para as trilhas?

• Quais as opções para disponibilização das trilhas?

• Quais os desafios e recomendações para acelerar a aprendizagem nas trilhas?

Nesta oficina além de explorar as respostas a estas perguntas analisando uma riqueza de casos, você será capaz de aplicar os principais conceitos de trilhas de aprendizagem na estruturação de uma “trilha piloto”.

Metodologia

Exposição dialogada suportada por recursos audiovisuais e atividades para aplicação dos conceitos por meio de estudo de casos, discussão em grupos, exercícios de fixação e elaboração de uma “mini-trilha piloto”.

Programa

1. Trilhas de aprendizagem: definição e desdobramentos

• Integração de soluções de aprendizagem

• Múltiplos formatos de aprendizagem (presencial, online, no local de trabalho)

• Aceleração do desenvolvimento de colaboradores

• Foco na melhoria de desempenho

2. Principais tipos de trilhas de aprendizagem e suas particularidades

• Trilhas para integração de novos colaboradores

• Trilhas focadas em carreira

• Trilhas para preenchimento de posições-chave

• Trilhas para desenvolvimento de competências individuais

o Comportamentais (atitudes)

o Técnicas (conhecimentos e habilidades)

3. Praticando a metodologia de estruturação de trilhas – “sujando a mão de graxa” ou “mãos à obra”

I. Especificação da trilha

• Escolha de trilha (público-alvo/ impactos/ indicadores de desempenho/ resultados)

• Identificação e seleção do input para a trilha (macroprocessos/ descrição de cargo / competências)

II. Planejamento e detalhamento da trilha

• Mapeamento dos processos vinculados à trilha

• Identificação das entregas-chave específicas (O QUE DEVE FAZER)

• Mapeamento dos conhecimentos críticos (O QUE DEVE SABER) para cada processo

• Definição das formas de aprendizagem e elaboração do catálogo de soluções preliminares

III. Desenvolvimento do “kit” da trilha

• 1ª Onda: priorização de incorporação de soluções existentes e/ou de rápida implementação/impacto

• 2ª Onda: desenvolvimento de soluções mais elaboradas que acelerarão o processo de aprendizagem

4. Tendências atuais para trilhas de aprendizagem

• Integração de modelos de aprendizagem corporativa priorizando a transferência / aplicação do aprendizado para o “momento da necessidade”

o   Arquitetura integrada do aprendizado focado em desempenho

- soluções formais

- soluções informais direcionadas

o   Arquitetura 70-20-10

• Incorporação de alguns dos princípios de “gamificação” à estrutura de trilhas

• Personalização / individualização da aprendizagem

• Formas de reconhecimento do atingimento de proficiência baseado em “badges” (insígnias)

5. Cuidados, desafios e dicas para se trabalhar com trilhas de aprendizagem

A quem se destina

Analistas de treinamento seniores, coordenadores e gerentes de treinamento, gestores de educação corporativa e todos os profissionais que precisam estruturar, implantar e gerenciar trilhas de aprendizagem para organizar e otimizar as ações de treinamento, desenvolvimento e educação corporativa nas suas instituições.

Professores: Marcelo Porto Fernandes

Marcelo Porto Fernandes é mestre em "Instructional Systems" pela "University of Central Florida" e Engenheiro Eletrônico e de Telecomunicações pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais. Sua experiência profissional inclui a EMBRAER (como engenheiro de sistemas, gerente de desenvolvimento de RH e diretor de treinamento de clientes), a "FLIGHTSAFETY" (como projetista sênior de instrução e capacitação), a FAMDA - Florida Aviation Management Development Associates (como consultor para projetos de aprendizagem mediada por tecnologia e gestão do conhecimento).

Atuou como vice-presidente de Novas Tecnologias para Gestão de Pessoas na ABRH- Nacional (Associação Brasileira de Recursos Humanos).

É sócio-diretor da MENTOR Interativa, exercendo as funções de consultor, gestor e articulista na área de educação corporativa, competências técnicas, gestão do desempenho, aprendizagem mediada por tecnologia e gestão do conhecimento em diversas empresas privadas e públicas.

Tem compartilhado sua experiência como professor-convidado em cursos de MBA e especialização na FIA (Fundação Instituto e Administração), na FGV- Fundação Getúlio Vargas e na PUC-Campinas em disciplinas ligadas a conceitos e métodos para aprendizagem mediada por tecnologia, educação corporativa, gestão do desempenho e gestão do conhecimento.

Adriano Marcius Ferreira

Mestre em Desenvolvimento Humano, especialista e Administração de Recursos Humanos, psicólogo e técnico em eletrônica.

Professor da PUC-Campinas desde 2009, ministra aulas no curso de especialização em Desenvolvimento do Potencial Humano nas Organizações, sendo responsável pela disciplina Tecnologias de EnsinoAtua como arquiteto de aprendizagem e consultor sênior na MENTOR Interativa desde 2000, sendo responsável pela gestão de desenvolvimento de conteúdos, trilhas de aprendizagem, gamificação, formatação didática e aplicação de modernas metodologias de ensino-aprendizagem tanto para treinamentos presenciais quanto para treinamentos mediados por tecnologia em empresas públicas e privadas (tais como Sebrae, Senac, Conselho Superior da Justiça do Trabalho, McDonald’s, Braskem, Banco Itaú, PWC, Monsanto, Embraer, Coca-cola, Philips, Petrobras, Porto Seguro, Votorantim, Pernambucanas, Natura, Renault entre outras).

Informações

Carga horária: 16 horas

Horário: das 08h30 às 17h30. Credenciamento às 08h30

Inclui: Almoço, coffee-break, material didático, certificado (entregue mediante 75% de participação).

Formas de pagamento:

Pessoa física: cartão de crédito (Visa, Diners e Master) em até 6 parcelas sem juros.

Empresa privada:  boleto bancário em 1 parcela ou cartão de crédito corporativo (Visa, Diners e Master) em até 6 parcelas sem juros.

Empresa pública:  empenho, boleto bancário em 1 parcela ou cartão de crédito corporativo (Visa, Diners e Master) em até 6 parcelas sem juros.

* valores para inscrição de residentes no Brasil

 

 

 

Trilha de Desenvolvimento - Recursos Humanos

Na Integração, o seu curso está atrelado a uma Trilha de Desenvolvimento específica,
que sugere os próximos passos para que você se aperfeiçoe continuamente na sua área.

Curso de Formação  Curso de Formação    Curso de Aperfeiçoamento  Curso de Aperfeiçoamento    Curso Selecionado  Curso Selecionado   
TÉCNICO OU ANALISTA
ESPECIALISTA OU COORDENADOR
CONSULTOR INTERNO
GERENTE E DIRETOR
Administração de Pessoal
Recrutamento e Seleção
Aprendizagem Corporativa (T&D)
Remuneração e Benefícios
Mais de um Subsistema
Gestão de Talentos
Cultura e Clima